• Maringá: (44) 3029-1162

  • Dourados: (67) 3033-8862

Capital de Giro: Entenda mais sobre um dos conceitos mais importantes na gestão financeira

Um dos maiores desafios das empresas é controlar o capital de giro. O sonho de abrir o próprio negócio pode se tornar um pesadelo quando o empreendedor investe todas as suas economias e se vê obrigado a fechar as portas do empreendimento, por falta de uma gestão adequada dos seus recursos.

Segundo dados obtidos no portal do SEBRAE, 7% das empresas fecham por falta de lucro, 20% por falta de capital de giro e quase 50% dos pequenos empresários do Brasil encerram as atividades da companhia por não saberem precisar se empresa gerava lucro ou prejuízo.

O planejamento financeiro é imprescindível para a saúde e sucesso do seu negócio. Diante uma crise que possa surgir, a gestão correta do capital de giro irá ajudar a sua empresa a se levantar, cobrindo as despesas internas, mantendo a estabilidade e o crescimento da sua companhia novamente.

Diversos motivos podem levar uma empresa a falência, seja ela de pequeno ou grande porte, independente do segmento de atuação. Erros na hora de definir o preço do produto; fracasso nos investimentos; falta de controle; endividamento excessivo, além de fatores externos que podem levar qualquer empresa a não cumprir seus compromissos financeiros e então falir.

O que é Capital de Giro?

O Capital de Giro é todo recurso existente para bancar o funcionamento de uma empresa, ou, em termos mais técnicos, é a diferença entre o ativo e o passivo circulante da empresa.

Através desse cálculo temos os valores reais das reservas financeiras que a empresa possui para cobrir gastos de curto prazo e utilizar em caso de emergência.

8 dicas de como gerenciar o Capital de Giro

  1. Planejar a gestão do capital de giro
  2. Negociar com os fornecedores melhores preços e condições de pagamento
  3. Reduzir as despesas e gastos desnecessários
  4. Controle do Estoque
  5. Ficar de olho nos recebíveis
  6. Gestão financeira eficiente
  7. Aconselhamento externo de empresas especializadas
  8. Sempre repor a quantidade utilizada do capital de giro



Compartilhe:

Posts Relacionados

Ver Categoria >