• Maringá: (44) 3029-1162

  • Dourados: (67) 3033-8862

5 dicas de gestão financeira para pequenas empresas

Uma boa gestão financeira é fundamental para qualquer empresa. Afinal, nenhuma organização consegue tomar decisões estratégicas e alavancar seus resultados sem cuidar corretamente das suas finanças. 

Em virtude da Pandemia do Coronavírus e, consequentemente, do isolamento social e da forte crise econômica que abalou todo o mundo, muitas empresas tiveram de se reinventar. Novas medidas tiveram de ser tomadas para o enfrentamento da crise, e as pequenas empresas que não tinham uma boa gestão financeira certamente passaram por muitas dificuldades. 

A gestão financeira não se trata apenas de minimizar as perdas, mas também de planejar o futuro, e alcançar as metas desejadas. Continue a leitura e conheça 5 dicas de um bom controle financeiro, para aplicar nos pequenos negócios, que ajudarão a manter a empresa em ordem. 

1- Gestão de crises


Como já citamos, a economia mundial foi abalada por um fator externo em que ninguém esperava. Por isso, é importante ter um plano estratégico dentro da empresa para quando ocorram imprevistos, sejam eles de origem interna ou externa. Sempre desenhe diferentes cenários, positivos e negativos, para saber os possíveis impactos e, assim, identificar, nos períodos de dificuldade, onde reduzir os custos para manter o controle do negócio. 

2- Fique atento às notícias 

Sempre esteja com o seu radar ligado. Monitorar as notícias que têm relação com o seu negócio é algo que precisa ser feito consistentemente, assim você estará sempre preparado para a movimentação do mercado e o seu impacto na gestão financeira. 

Entender o que está acontecendo ao seu redor pode trazer impactos altamente positivos. Portanto, é preciso acompanhar o noticiário econômico e estar pronto para fazer mudanças na gestão financeira de acordo com o cenário atual. 

A atenção também deve ser voltada à concorrência e aos seus próprios clientes, que sempre devem ser levados em conta na tomada de decisões. 

3- Identifique e corte despesas supérfluas 

Antes de tudo, saiba que é preciso separar as despesas pessoais do negócio. Feito isso, você precisa ter uma organização financeira, o que implica na implementação do controle de fluxo de caixa. Para que o controle financeiro funcione, de fato, é preciso identificar e cortar as despesas supérfluas que estejam afetando os resultados do seu negócio sem gerar benefícios à empresa.

4- Utilize a tecnologia 

A tecnologia avançou nas últimas décadas e é possível contar com inúmeras soluções direcionadas às empresas menores, que costumam ter grandes dificuldades em controlar suas finanças. Existem muitas opções como: aplicativos, programas, plataformas e softwares que permitem ao administrador monitorar fluxos de caixa, relatórios financeiros, acessar com facilidade sua lista de clientes, emitir notas fiscais, entre outras operações diversas. 

5- Renegocie os contratos 

A renegociação de contratos deve ocorrer anualmente, ou sempre que precisar de um corte de despesas. Isso vale principalmente para os contratos de aluguel e de fornecedores. Assim você avalia os serviços prestados e se deve continuar ou procurar outro que mais se encaixa ao seu perfil. É preciso ter muitos critérios definidos para alinhar aos objetivos da empresa. 

Como anda a gestão financeira da sua empresa? Essas dicas auxiliarão o empreendedor avaliar melhor as expectativas do seu negócio, principalmente em momentos de crise. Você quer ter mais conhecimento e habilidades para gerir o seu negócio? Faça o MBA em Gestão Financeira da FGV! 

Com ele você adquirirá conhecimentos fundamentais para alavancar sua empresa! Fale com um de nossos consultores e saiba mais!

Compartilhe:

Posts Relacionados

Ver Categoria >