• Maringá: (44) 3029-1162

  • Dourados: (67) 3033-8862

O que é computação em nuvem? Como Funciona? Quais benefícios?

Você sabe o que o Facebook, Gmail, Yahoo, Disney, Amazon, Tinder, Netflix, Instagram e milhares de outras plataformas possuem em comum? Todas elas utilizam computação em nuvem. 

Quando falamos na ideia de acessar diversos serviços e arquivos sem a necessidade de instalar ou transferir arquivos para o seu computador, mas somente utilizando a internet, estamos nos referindo ao conceito por trás do chamado cloud computing, ou em bom português, computação em nuvem.

Neste artigo vamos entender o conceito por trás da palavra computação em nuvem, como se dá o seu funcionamento e quais são as funcionalidades dele para as nossas vidas. E ainda veremos quais são os benefícios do sistema de computação em nuvem, que vem revolucionando a era digital.

O que é computação em nuvem?


Podemos definir a computação em nuvem como sendo o fornecimento de serviços de computação sob demanda pela internet.

A computação em nuvem funciona para todos os públicos, desde o mais simples dos usuários de internet até pequenas, médias e grandes empresas, que precisam cada vez mais utilizar os serviços de computação em nuvem para crescerem, aumentarem receitas e diminuírem custos.

Isso porque a computação em nuvem é a entrega de recursos de tecnologia da informação sob demanda através da internet. E como ela interfere no dia a dia de uma empresa, por exemplo. Bem, ao invés de comprar, ter e manter datacenters e servidores físicos, seu negócio pode acessar serviços de tecnologia, como capacidade computacional, armazenamento e bancos de dados, conforme a necessidade, usando um provedor de nuvem.

Essa escolha estratégica tende a gerar uma economia significativa de recursos, além de outras vantagens que falaremos mais para frente.

Mas seu uso não se limita ao universo corporativo. Na verdade não conseguimos imaginar o mundo hoje em dia sem pensar em como a computação em nuvem está instalada em cada parte de nossas vidas, como no uso do email, ou das planilhas online, ou do uso dos serviços de hospedagem e sincronização de arquivos, como o Dropbox ou o Google Drive.

Como funciona a computação em nuvem?


Vamos pensar numa situação: você acabou de realizar uma viagem para a França e lá fez dezenas e centenas de vídeos e fotos em altíssima resolução. Ao chegar de viagem percebeu que o seu computador não possuía memória nem espaço suficientes para armazenar estes arquivos de forma eficiente e segura. 

Qual é a saída encontrada para resolver este problema? 

Usar um serviço como o Google Fotos, que vai armazenar os seus arquivos com eficiência, segurança, e você vai poder acessá-los bastando ter acesso a internet, pois eles estão guardados na nuvem, ou seja, na internet. É desta forma que funciona a computação em nuvem.  

Guardá-lo na nuvem vai garantir que seus arquivos não dependam de um espaço dentro do seu computador, e por consequência, não dependam da saúde de seu computador. Arquivos que se mantêm somente em um computador, por exemplo, dependem do funcionamento dele. Se o computador quebrar, deixa de funcionar, os arquivos somem.

Este é um dos maiores diferenciais da computação em nuvem: ele garante a vida de seus arquivos ou de seus dados, ou de seus sistemas corporativos, independente de você possuir um computador ou data centers.

A computação em nuvem e o mundo corporativo


Falamos até aqui em como a computação em nuvem beneficia o nosso dia a dia, através do uso de serviços de email como o Gmail, que oferece um espaço para você armazenar arquivos, ou através do uso de uma planilha on-line, ou através do consumo de serviços como a Netflix, Spotify, Facebook, Instagram, dentre outros.

Porém, pensando no universo corporativo, a computação em nuvem revolucionou grande parte da indústria, para não dizer toda.

Setores como o de agricultura, finanças, varejo, saúde, e muitas outras, se beneficiam do uso da computação em nuvem para crescerem, se desenvolverem de forma sólida, e para acima de tudo, aumentarem receitas e diminuírem custos.

E como elas utilizam a computação em nuvem? Veremos isso mais adiante.

Aplicações da computação em nuvem


Falamos que o setor de saúde se beneficia da computação em nuvem, e isso acontece, por exemplo, ao usarem a nuvem para desenvolver tratamentos mais personalizados para os seus pacientes.

Empresas de serviços financeiros, por exemplo, usam a nuvem como base para detectar e prevenir fraudes em tempo real, gerando mais segurança para as empresas e seus clientes.

Toda empresa, seja ela pública ou privada, pequena ou grande, utiliza o sistema de computação em nuvem para se manterem competitivas, e confiáveis.

Podemos definir algumas aplicações para a computação em nuvem:

  • Serviços de e-mail gratuitos ou pagos;
  • Armazenamento de fotos e de arquivos;
  • Gerenciamento de banco de dados;
  • Teste e desenvolvimento de aplicações;
  • Serviços de streaming como Netflix, Amazon Prime, Spotify;
  • Gestão de relacionamento com o cliente (CRM);
  • Backup de arquivos e recuperação de desastres;
  • Serviços de armazenamento, hospedagem e servidores;
  • Edição de documentos compartilhada e em tempo real.

Quais benefícios da computação em nuvem


É impossível hoje em dia imaginar o mundo sem o uso da computação em nuvem. Porém, há pouco mais de 10 anos o mundo vivia sem a sua existência e é exatamente por isso que podemos comparar esses mundos e destacar as vantagens de seu uso.

Redução de custos

A primeira grande vantagem da computação em nuvem é a redução de custo

Imagina que você tem uma empresa e ela pretende desenvolver um novo sistema de gerenciamento de clientes. Ao invés de você precisar montar toda uma infraestrutura de TI e contratar profissionais para manter este sistema ativo, você pode simplesmente contratar, com a ajuda de um profissional, toda essa estrutura necessária na nuvem, sem precisar de um espaço físico ou de logística para fazê-lo funcionar.

Você não vai precisar se preocupar com questões como segurança, manutenção, gastos com defeitos de componentes, isso porque o serviço contratado já possui um sistema com todas estas demandas atendidas.

Desta forma você consegue focar no que de fato a sua empresa precisa, que é aperfeiçoar produtos e melhorar a qualidade dos serviços prestados, ao invés de gastar tempo e muito dinheiro para montar uma infraestrutura física que hoje se mostra desnecessária.

Essa pode ser considerada a maior vantagem da computação em nuvem e tem permitido que muitas pequenas empresas consigam crescer de forma sistemática.

Escalabilidade

Já falamos que a redução de custos é a grande vantagem da computação em nuvem, porém outra vantagem que podemos destacar é a possibilidade ilimitada de escalabilidade.

Como assim? Isso significa que não há limites para crescimento. A sua empresa pode começar contratando serviços que atendam aquela sua demanda atual, mas a qualquer instante, sem muita burocracia você pode aumentar o uso daquele serviço, ou diminuir, a depender de seu uso ou crescimento.

Vamos imaginar que você possua uma empresa de vendas e que seu site tenha picos muito altos de acesso durante um período específico do ano, como o Natal, ou a Black Friday. Com isso em mente, você pode aumentar os serviços utilizados, como servidores de hospedagem para o seu site, durante estas épocas específicas, e voltar ao normal nas outras épocas do ano, pagando somente os valores equivalentes.

Desta maneira você não realiza gastos desnecessários como compras e aquisições adicionais de equipamentos pensando em um momento específico, mas que depois destes momentos estas aquisições ficarão sem uso e estes equipamentos certamente perderão a sua função.

Segurança

Outra grande vantagem é a segurança, fator essencial para que uma empresa consiga gerar um crescimento sustentável e sólido. Os gastos que um negócio, independente do tamanho, vai demandar no que se refere à segurança são muito grandes e contratar toda uma estrutura para garantir a segurança de seus dados vai gerar custos muitos altos.

Ao utilizar a computação em nuvem, a empresa diminui custos e aumenta a segurança, já que os serviços responsáveis já possuem um know how em segurança que garante a saúde dos dados de seu negócio e principalmente, proporciona que a sua equipe foque somente na parte de produção, gerando uma segurança muito grande para o negócio.  

Outras vantagens da computação em nuvem:

  • Velocidade muito maior das conexões e troca de dados;
  • Globalização das relações corporativas;
  • Maior produtividade nos estudos e no trabalho, já que não há necessidade em se preocupar com a estrutura necessária para se manter;
  • Confiabilidade muito maior no armazenamento de dados e informações em nuvem se comparadas com os locais físicos.

Conclusão

A computação em nuvem pode até ser um termo que aparenta ser muito complexo para se entender, mas quando vemos a fundo percebemos que além de simples chega a ser algo que sabemos por osmose, ou seja, pelo nosso uso diário.

O uso da computação em nuvem pode ser vista em muitas das coisas do nosso dia a dia, desde o momento em que você vai ler seus e-mails, até o momento em que você vai armazenar as fotos daquele evento no serviço de fotos do Google, ou da Amazon, ou da Microsoft.

Também está lá bem aparente quando assistimos a um filme na Netflix ou a uma série na Prime Vídeo.

E você, já conhecia o termo computação em nuvem?    

Leia outros conteúdos como este em nosso blog.

Compartilhe:

Posts Relacionados

Ver Categoria >