Whatsapp Icone
Fechar     X
  • Maringá - PR: (44) 3029 1162
  • Dourados - MS: (67) 3033 8862
  • FacebookLinkedInYouTubeInstagram
    Newsletter
    Finanças
    8minutos de leitura

    Como calcular o Preço de Venda de um Produto

    Foto do autor
    Autor Trecsson

    Uma das etapas mais difíceis quando se monta um negócio é a da precificação de seu produto ou serviço. Calcular o preço de venda de um produto requer muitas informações e, sobretudo, um conhecimento razoável sobre a sua empresa, sobre os processos de produção e sobre o mercado na qual está inserido.

    Se você ainda não domina esta etapa tão importante para que a sua empresa cresça com saúde financeira, então este artigo é ideal, pois iremos (além de responder a pergunta "como calcular o preço de venda de um produto ou serviço") trabalhar conceitos como lucro, despesas, margens de contribuição, além de oferecer sugestões de como melhorar esta relação entre preço de custo e margem de lucro.

    Entender esses conceitos é meio caminho andado para construir uma boa política comercial na sua empresa.

    Para começar, vamos caracterizar as ideias mais básicas deste processo.

    Preço de venda, o que é isso afinal? 



    O preço de venda é o valor que a empresa deverá cobrar de seus clientes para adquirir um produto ou serviço. Para o preço de venda ser adequado, o valor precisa cobrir os custos do produto, cobrir as despesas de venda, e ainda obter o tão desejado lucro.

    Ou seja, precisamos entender três conceitos:

    1. Custos

    2. Despesas

    3. Lucro 

    Custos 

    Consideramos os custos, recursos envolvidos diretamente na produção de um bem ou na realização de um serviço. Os custos podem ser fixos, aqueles que precisam ser pagos todos os meses, como os salários e as contas de água e energia elétrica. E podem ser variáveis, que só existem quando há produção de um produto ou execução de um serviço.

    Exemplos de custos:

    • Mão-de-obra

    • Gastos com embalagens de um produto 

    • Gastos com logística

    • Matéria-prima 

    Despesas

    Consideramos as despesas, os recursos utilizados para a gestão do empreendimento e para a geração de receitas. 

    As despesas seguem a mesma lógica dos custos, sendo por definição fixas ou variáveis. As fixas são aquelas de cunho administrativo, como os aluguéis, contas de internet, contas de água. Elas não variam de acordo nem com a produção e nem com a venda.

    Já as despesas variáveis dependem da produção e da venda. As comissões são um ótimo exemplo de despesas variáveis, pois elas variam de acordo com a quantidade de vendas que um funcionário do setor de vendas realiza.

    Existem também as chamadas despesas operacionais, que são necessárias para uma empresa, seja para garantir as atividades, seja para manter a empresa. Como exemplo nós temos as despesas com marketing, contabilidade, impostos.

    Resumindo, as despesas podem ser:

    • Fixas (aluguel)

    • Variáveis (comissões)

    • Operacionais (Marketing)


    Lucros


    Por fim chegamos ao lucro, que nada mais é que o valor recebido vindo da venda de um produto ou serviço, e já subtraído das despesas envolvendo a produção e a venda dos mesmos.

    Por mais que pareça simples, chegar até este conceito requer bastante conhecimento das receitas e despesas de sua empresa, além de uma consciência de que o lucro carrega consigo uma relação automática com a saúde financeira e com o sucesso da empresa. Empresa que não lucra está fadada ao fracasso.


    Como encontrar o preço ideal de venda? 



    Chegamos ao ponto central do artigo, e de imediato podemos afirmar que o preço perfeito de um produto é aquele que tem como base uma relação equilibrada entre mercado e empresa.

    Exemplificando: se você definir o preço de seu produto pensando somente no mercado, você poderá vender bastante, mas dificilmente irá lucrar. Se você definir o preço pensando somente nos interesses de sua empresa, você não venderá e por consequência também não vai lucrar.

    Assim chegamos ao preço ideal, que leva em consideração o que o mercado aceita pagar pelo seu produto ou serviço, e leva em consideração também os interesses de sua empresa.  

    Quando você encontrar este meio termo, as chances de você vender e lucrar são infinitamente maiores.

    Entendendo o preço de venda



    O preço de venda de qualquer produto é composto por dois elementos: o lucro e o custo. Custo mais lucro é igual a preço de venda.

    Se a ideia parece simples, a interpretação que muitos fazem desta conta é errada e vamos mostrar primeiro o MODO ERRADO DE CALCULAR O PREÇO DE VENDA.

    O modo errado de calcular preço de venda com base em margem de lucro: Vamos imaginar um produto que tenha um custo de 300 reais e você quer produzir um lucro de 20%.

    Então temos: 

    • Preço de venda = custo + lucro 

    • Preço de venda = 300 + 20% 

    • Preço de venda = 360 reais. Margem de lucro = 20%. 

    Correto? A RESPOSTA É NÃO!


    Vamos calcular agora a margem de lucro real deste mesmo produto

    • (Preço de venda – custo) ÷ preço de venda

    • (360 – 300) ÷ 360 

    • 60 ÷ 360

    • 0,16 = 16% a margem de lucro real.

    Ou seja, calculando de forma errada a margem de lucro você acaba prejudicando a saúde financeira de sua empresa.

    Buscando a margem de lucro 



    Agora que já sabemos o jeito correto, vamos entender como usar a margem de lucro nesse cálculo. 

    Mas antes devemos saber que a margem de lucro deve ser usada quando:

    • Eu sei exatamente quais são os meus custos totais

    • Eu sei exatamente por quanto eu quero vender meu produto

    • Desta forma, o que eu quero descobrir é a minha margem de lucro a partir daí


    Vamos imaginar então aquele produto que teve um custo de 300 reais e você quer vender por 360 reais. 

    O cálculo correto para chegarmos à margem de lucro será:

    Margem de lucro = (Preço de venda - custos) ÷ preço de venda.

    Margem de lucro = (360 - 300) ÷ 360

    Margem de lucro = 60 ÷ 360

    Margem de lucro = 0,16 (16%).


    O preço de venda ideal



    O preço de venda ideal de um produto é resultado de uma equação muito importante para fazer. Primeiro procure a soma de custos e despesas usados para produzir e vender um bem (uma calça jeans, uma camisa, um móvel, etc). 

    Logo depois estipule o lucro ideal, atendendo aquela ideia de equilibrar o que o mercado quer pagar e o que a sua empresa precisa gerar de receita para crescer.

    Assim busque uma margem de lucro que seja condizente com o seu contexto atual. Se a empresa é nova, busque uma margem que seja competitiva e que torne o preço final do produto menor que seus concorrentes mais tradicionais, afinal de contas, você ainda busca fidelizar uma clientela.

    Assim temos o preço de venda sendo resultado da soma do custo + despesas + lucro.


    Saiba definir o preço de seu produto



    Entender exatamente todo o caminho percorrido até chegar ao resultado final, que é o produto propriamente dito, é o pontapé inicial para saber calcular de forma adequada o seu preço.

    Para que seu preço seja competitivo e que ainda assim obtenha uma margem de lucro capaz de tornar a empresa um caso de sucesso, com crescimento contínuo e saúde financeira em ótimo estado, é necessário que você tome alguns cuidados, tais como:

    Encontrar bons fornecedores 

    Independente do seu ramo, encontrar bons fornecedores é uma das chaves do sucesso. Saiba negociar de tal forma que você consiga preços que possibilitem concorrer de forma justa com as grandes empresas do setor naquele momento.

    Conheça a sua empresa detalhadamente

    Somente com este conhecimento completo de todos os custos, despesas, planilhas, vendas, dentre outros elementos, que você saberá as ações que devem ser tomadas para que a empresa consiga lucrar com a venda de um produto ou serviço.

    Reduza custos 

    Se grandes empresas já fazem um trabalho minucioso de redução de custos, porque você não haveria de fazer também? Busque economizar em todos os setores da empresa, desde a parte de energia elétrica e água, até a busca por planos de serviços de internet e telefones mais baratos.

    Conclusão

    Mostramos aqui como é importante que o empreendedor conheça alguns dos espectros fundamentais para o crescimento (ou não) de uma empresa. Saber precificar seu produto de forma adequada proporciona uma saúde financeira suficiente para que a empresa viva por muito tempo.

    Entender como se calcula a margem de lucro é parte deste processo. Mostramos como deve ser calculada a margem de lucro de um produto, peça chave para a perfeita precificação do mesmo. E como resultado final de etapas bem sucedidas nós aprendemos a como calcular o preço de venda de um produto de forma adequada.

    Uma decisão certa puxa a outra. 

    Gostou desse conteúdo? Acesse nosso blog e confira outros como este!


    Compartilhar:

    Artigos Semelhantes

    Gestão tributária: Sua empresa está por dentro desse assunto?
    Finanças
    7 minutos de leitura

    Gestão tributária: Sua empresa está por dentro desse assunto?

    Possuir uma boa gestão tributária em um país como Brasil, é o primeiro desafio do empreendedor que busca o sucesso de sua empresa. Veja, detalhes sobre esse assunto.

    Ler artigo
    Como Se Tornar Um Analista de Finanças de Sucesso?
    Finanças
    8 minutos de leitura

    Como Se Tornar Um Analista de Finanças de Sucesso?

    A área de Analista de Finanças é considerada uma das áreas mais procuradas no mercado atual. Saiba mais sobre o mercado e possibilidades de carreira!

    Ler artigo
    Gestão de custos: Aprenda a alcançar o sucesso financeiro
    Finanças
    7 minutos de leitura

    Gestão de custos: Aprenda a alcançar o sucesso financeiro

    Gestão de custos vai além da saúde financeira do seu negócio, alcançando também sua vida pessoal. Confira tudo sobre gestão de custos, neste conteúdo completo.

    Ler artigo
    5 dicas de gestão financeira para pequenas empresas
    Finanças
    4 minutos de leitura

    5 dicas de gestão financeira para pequenas empresas

    Uma boa gestão financeira é fundamental para qualquer empresa. Afinal, nenhuma organização consegue tomar decisões estratégicas e alavancar seus resultados sem cuidar corretamente das suas finanças.

    Ler artigo
    Gestão financeira: Como ter uma boa organização na sua empresa?
    Finanças
    4 minutos de leitura

    Gestão financeira: Como ter uma boa organização na sua empresa?

    A Gestão Financeira é extremamente importante para uma empresa, independente de seu porte ou ramo de atuação. Uma gestão financeira engloba toda a administração dos recursos financeiros, que viabiliza o fortalecimento e crescimento da empresa.

    Ler artigo
    Capital de Giro: Entenda mais sobre um dos conceitos mais importantes na gestão financeira
    Finanças
    4 minutos de leitura

    Capital de Giro: Entenda mais sobre um dos conceitos mais importantes na gestão financeira

    Entenda como funciona o capital de giro e qual a importância de gerenciar esse recurso com profissionalismo.

    Ler artigo
    Ver todos os artigos