Whatsapp Icone Atendimento Online
Perfil
Trecsson Online
Atendente está digitando...
Fechar     X
  • Maringá - PR: (44) 3029 1162
  • Dourados - MS: (67) 3033 8862
  • FacebookLinkedInYouTubeInstagram
    Newsletter
    Legislação
    4minutos de leitura

    Mercado exige empresas acima de qualquer suspeita

    Autor Cláudio

    ?À mulher de César não basta ser honesta, tem que parecer honesta.? De uma atualidade impar, o provérbio, resgatado da Era dos Césares, durante o apogeu do Império Romano, explica porque o termo ?compliance? ganha espaço e passa a integrar o vocabulário do dia a dia das empresas, independentemente do tamanho e da área de atuação delas.

    Hoje, no universo corporativo mais do que uma imagem positiva, cresce a exigência para as organizações adotarem procedimentos capazes de identificar, prevenir,  combater fraudes; e punir os envolvidos nas irregularidades, quando comprovadas. ?Esse conjunto de iniciativas de integridade, moralidade, é o que chamamos de compliance?, explica Gabriel Quintanilha.

    Advogado, especializado em Direito Tributário, e professor da Fundação Getulio Vargas (FGV), ele destaca que o termo ganhou projeção, nos Estados Unidos, a partir de uma série de escândalos, e, no Brasil, com os desdobramentos da Operação Lava Jato, que ?ressuscitou? a Lei Anticorrupção. ?A Lava Jato é um marco. Trouxe à tona, a sujeira que estava debaixo do tapete. Mandou para a prisão senador, governador, e, inclusive, o principal empreiteiro do País. Algo inimaginável, até então?, ressalta.

    Quintanilha acrescenta que as regras do compliance devem ser adotadas ?de cima para baixo? e cumpridas, ?integralmente?, do presidente até o funcionário de menor remuneração. ?Mais que uma marca, é preciso estabelecer confiança para gerar credibilidade. Assim, os investidores se sentem seguros para direcionar o dinheiro deles para essas empresas?, afirma.

    As normas, de acordo com o especialista, além de evitar punições desnecessárias, reduzem custos e riscos. Para ele, os mecanismos de controle são vitais para garantir a sobrevivência das organizações. ?O consumidor, mais atento, vai optar pelos produtos que ele confia. Quem seguir outro caminho, vai mofar nas prateleiras?, frisa.

    No dia 13 de julho, o professor Quintanilha esteve em Maringá a convite da Trecsson FGV para participar do ciclo de palestras ?Business Insights: Invista em Ideias?. No auditório da sede da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ele falou sobre ?Compliance: a importância dos controles, após a Lava Jato?, para um público de cerca de 90 pessoas.

    Convênio

    Antes do início da palestra do professor Gabriel Quintanilha, as diretorias da Trecsson Bussiness e da subseção da OAB, em Maringá, anunciaram a formalização de um convênio entre as duas instituições. A parceria vai possibilitar que os advogados frequentes os cursos oferecidos pela conveniada da FGV, com valores diferenciados, e a realização de eventos exclusivos com os professores da Fundação.

    O tesoureiro da OAB, Vicente Takaji Suzuki, afirma que o convênio é uma oportunidade para os advogados aprimorarem os conhecimentos, além de poderem passar um tempo a mais com os professores, além do dedicado à sala de aula. Para o diretor Comercial da Trecsson, Sargom Ceranto, a parceria viabiliza a realização de cursos da grade curricular da FGV específicos para os profissionais do Direito.

    Compartilhar:

    Comentários

    Artigos Semelhantes

  • Saiba o que muda com a LGPD e como organizar os dados da sua empresa
    Legislação
    6 minutos de leitura

    Saiba o que muda com a LGPD e como organizar os dados da sua empresa

    A partir de agosto de 2020, deve entrar em vigor a LGPD que visa regulamentar o uso de dados pessoais dos clientes. Você sabe o que mudará?

    Ler artigo
  • Direito Tributário: 4 Segredos de Sucesso Que Você Precisa Conhecer
    Legislação
    5 minutos de leitura

    Direito Tributário: 4 Segredos de Sucesso Que Você Precisa Conhecer

    O Direito Tributário está se tornando um setor essencial dentro das grandes empresas, já não é mais um simples auxílio dos departamentos jurídicos.

    Ler artigo
  • Veja Porquê o Direito Tributário Oferece Mais Oportunidades no Mercado
    Legislação
    6 minutos de leitura

    Veja Porquê o Direito Tributário Oferece Mais Oportunidades no Mercado

    Segundo uma pesquisa realizada pela Revista Exame, a profissão de Direito Tributário está entre as 20 profissões mais promissoras do momento.

    Ler artigo
  • Ver todos os artigos