Aluno/Professor
Início > Blog

“Mais que as tecnologias, a Saúde precisa das pessoas", afirma pesquisadora da FGV

Foto do Post
Felipe Agnello

Com experiência na gestão dos maiores hospitais brasileiros, como o Israelita Albert Einstein, Sírio Libanês e Samaritano, pesquisadora garante que apesar de todo o avanço tecnológico no setor de Saúde, nada é possível sem a interação das pessoas

Na terça-feira (02), profissionais da Saúde, dos serviços público e privado de Dourados participaram da palestra “Desafios e tendências no setor da Saúde”, ministrada pela pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas Maria Laíz Athayde Marcondes Zanardo. Segundo ela, a saúde está sendo fortemente afetada pela crise econômica e apesar do setor estar munido de tecnologias cada vez mais avançadas, as pessoas ainda são imprescindíveis para a qualidade dos procedimentos.

Ela apontou que os maiores desafios que comprometem a saúde do país são o financiamento, tanto no setor público quanto privado, o acesso a consultas e tratamento, mais agravante na rede pública, e a burocracia vigente.

Nesse contexto, gestores e profissionais da Saúde devem estar atentos ao planejamento estratégico, tático e operacional, incluindo neles as inovações de processos e tecnologias para que se possam obter sucesso na assistência ao paciente.

Destacou também que algumas tendências mudam esses desafios, como o crescente envelhecimento da população brasileira: “Nossa pirâmide etária está mudando visivelmente e em poucos anos teremos uma massa de pessoas idosas. Com isso, é preciso que os profissionais se perguntem se estão preparados para atender esse segmento”.

A pesquisadora esclareceu ainda que os profissionais precisam se capacitar para terem condições de lidar com esses desafios: “A capacitação fornece instrumentos e ferramentas de gestão, tanto administrativa quanto clínica, que auxiliam os profissionais a minimizar os impactos gerados por essas novas tendências”.

“O mundo está preocupado em cuidar da saúde da população, e isso nada mais é do que responsabilizar cada indivíduo sobre a sua saúde, mas para isso, os instrumentos de saúde precisam estar presentes para incentivar as mudanças de hábito, comportamentos sociais, como a utilização do fumo, da droga e da bebida e principalmente a alimentação, que muitas vezes é bastante desbalanceada”, ressaltou.

Mas garantiu que essa auto-responsabilização não é fácil: “É preciso reconhecer que muitas pessoas têm dificuldades de fazer isso sozinho, por isso, elas precisam que alguém que tenha mais conhecimento que elas, sobre os riscos trazidos pelo descuido com a saúde, façam esse alerta”.

Portanto, uma das grandes soluções, que inclusive já é preconizada no Sistema Único de Saúde (SUS), é investir na promoção da saúde e na prevenção das doenças porque custam menos e produzem um resultado melhor, já que o envelhecimento traz doenças mais graves e que custam mais caro.

Cobrou maior incentivo à Atenção Básica de Saúde, que é responsável por oferecer essa instrução, pois é o primeiro nível de atenção em saúde e é realizado nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas Unidades Básicas de Saúde Fluviais, nas Unidades Odontológicas Móveis (UOM) e nas Academias de Saúde.

Palestra

Considerou ser de grande importância, nesse contexto, que os profissionais tenham a iniciativa de despertar a atenção para os desafios, pois este é o modo mais eficaz de melhorar a assistência aos pacientes, que é o objetivo maior. Pois se não tiverem a vontade de pegar a teoria e utilizá-la na prática diária, de nada adiantam investimentos e capacitações.

Finalizou alertando que para ter todo esse conhecimento disseminado aos profissionais de saúde, processo que envolve tanto a gestão administrativa quanto a clínica do indivíduo, as unidades de saúde precisam de gestores que saibam utilizar as ferramentas oferecidas pelas capacitações em gestão, com o MBA “Gestão: Serviços em Saúde”, da FGV, oferecido pela Trecsson Business em Dourados.

A palestra foi uma realização da Trecsson, conveniada à FGV, que é um Centro de Excelência Empresarial com programas de Pós-Graduação, MBA, Pós-MBA, Pós-Administração e Cursos de Curta Duração. Desde 1999 já formou mais de 2500 executivos. Oferece ainda um Centro de Eventos, com modernas e equipadas salas de treinamentos para locações, perfeitas eventos empresariais, workshops, treinamentos e reuniões.

A Trecsson Business está localizada na Rua Ponta Porã nº 1540 no Jardim América. Interessados em maiores informações podem entrar em contato no telefone (67) 3038 1477 ou no e-mail comercial.dourados@trecsson.com.br.

Foto: Divulgação/Trecsson Business

Maria Laíz Zanardo ministrou palestra na noite de terça-feira (02) em Dourados, realizada pela Trecsson Business, conveniada da Fundação Getulio Vargas

 

 
Facebook
LinkedIn
Twitter
G+
E-mail
Compartilhe com sua rede.
Deixe seu comentário
 

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A TRECSSON

Unidade Maringá
Avenida Colombo, 9161. Andares 1 e 2 no Shopping Catuaí - Maringá-PR
44 3029 1162
Unidade Dourados
Rua Ponta Porã, 1540 - Sala 4 – Jardim América – Dourados - MS
67 3038 1477
Avalie nosso site aqui:   Avaliar
Voltar ao topo
Voltar ao topo
@2018 Trecsson Business FGV - Todos os Direitos Reservados
Vikings Digital