Maringá: (44) 3029 1162 / Dourados: (67) 3038 1477
Preencha os campos abaixo para obter acesso ao aluno ou professor online.
Qualquer dúvida, ligue para: (44) 3029 1162.
Início > Blog

Os 3 Maiores Medos dos CEOs

Foto do Post
Felipe Agnello
08/12/2014

Não é qualquer pessoa que tem os requisitos para assumir a responsabilidade de ser CEO de uma empresa. Essa posição de diretor executivo é o cargo do topo da hierarquia operacional das organizações, e com o poder vem as grandes responsabilidades. É necessária muita coragem, inteligência, instinto e até amor para executar bem esse papel. Também é preciso conhecer os diversos processos que permeiam a área de atuação, além de apresentar conhecimento em liderança, vendas, delegar funções, executá-las, uma boa visão estratégica e tantas outras aptidões.

Uma posição que carrega tantas responsabilidades também traz alguns medos ao cenário. Todos nós humanos tememos o fracasso, a impotência de atingir nossos objetivos e ver nossos sonhos se desmancharem. São inseguranças que todos nós humanos carregamos, o medo da frustação. O autor Tor Constatino comenta sobre, entre tantos medos, os três maiores para os CEOs. Veja o que eles mais temem!

Informação incompleta
Ninguém gosta de trazer ao chefe uma má notícia, especialmente se o CEO tem uma personalidade difícil. Para evitar ser os portadores de má informação, subordinados muitas vezes passam horas e horas se expressando, ajustando e diluindo uma má notícia para torná-la menos chocante ao superior.

Através dessas maquinações, informações negativas se transformam tanto que tornam-se  praticamente inúteis. Não se engane, este tipo de manipulação de mensagem acontece muito em corporações e empresas de todos os tamanhos. A informação seletiva é uma daspráticas incapacitantes, que finalmente ferem toda a organização e seus líderes.

CEOs inteligentes reconhecem esse risco. A melhor solução para este problema é o CEO criar uma cultura de transparência, que estimule as pessoas a elevar a má notícia para o patrão tão rápida e completa quanto possível.

Tomar a decisão errada
Normalmente, quando uma decisão chega ao nível de chefia de uma organização, é uma decisão difícil que ninguém mais na organização pode ou está disposta a fazer. Em última instância, as decisões diárias que atingem o executivo-chefe são complicadas e busca-se escapar com o mínimo de desvantagem.

Neutralizar esse medo do CEO requer uma combinação de informações disponíveis e os melhores conselheiros. Os melhores executivos cercam-se de conselheiros confiáveis e especialistas dentro e fora da organização, porque as melhores decisões são geradas por uma diversidade de perspectivas. Os executivos de negócios raramente têm o luxo de ter 100% da informação necessária para tomar todas as decisões e precisam contar com a experiência de seus funcionários.

Fazer papel de bobo
Este é talvez o medo mais surpreendente entre altos executivos. Nós tendemos a supor que uma vez que alguém se torna um CEO eles são casca-grossa, indivíduos duros de espírito que são imunes a tais fraquezas humanas como se preocupar com a percepção dos outros. Supomos que eles desenvolveram habilidades especialistas de enfrentamento, mas isso é raro.

Não importa como sejam, as percepções e opiniões dos outros importam para CEOs. A realidade é que, muitos quem alcançam o primeiro lugar em uma organização, se escondem se as coisas correrem mal. Além disso, uma vez em que está na posição de topo, os riscos são muito maiores. Muitos CEOs temem se caírem em desgraça ou parecer tolo. Eles acreditam que a sua credibilidade entre os principais interessados, tais como acionistas, conselheiros, clientes, líderes sindicais, funcionários, reguladores, etc., pode nunca ser restaurada se eles parecerem tolos.

Embora isso possa ser verdade em alguns casos, a realidade é que a maioria dos CEOs são capazes de se recuperar de percepções negativas e passos em falso. A melhor maneira de aliviar esse medo é assumir sempre o que diz ou faz - no trabalho ou em privado. O trabalho de CEO é um trabalho 24/7. Não há tempo de folga. Os melhores executivos aceitam essa responsabilidade e levam de forma adequada.

Além disso, altos executivos vêem os seus pontos cegos e evitam erros, apoiam a equipe e subordinados que podem ajudar a aliviar esse medo do CEO.

No entanto, os CEOs podem cometer erros - todos cometemos. Os erros dos principais executivos tendem a ser mais públicos e pronunciados do que as do indivíduo típico, de modo que a possibilidade de parecer tolo é muito mais real e ampliada. A melhor maneira para CEOs lidarem com erros de percepção pública é aceitar a responsabilidade rapidamente, pedir desculpas ao grupo apropriado, conforme necessário e compartilhar as medidas que serão tomadas para evitar equívocos semelhantes no futuro.

É fácil pensar que o poder, riqueza e influência dos CEOs capacitam-nos a temer nada, mas isso simplesmente não é verdade. Eles têm medos. Pessoas confiáveis que são capazes de amenizar esses medos executivos serão sempre valorizadas dentro das organizações e pelo CEO.

 
Facebook
LinkedIn
Twitter
G+
E-mail
Compartilhe com sua rede.
Deixe seu comentário
LiveZilla Live Help
x
LiveZilla Live Help
 

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A TRECSSON

Unidade Luiz Gama
Rua Luiz Gama, 149 - 2 andar - Maringá-PR
44 3029 1162
Unidade Catuaí
Avenida Colombo, 9161 - 2 andar, Shopping Catuaí - Maringá-PR
44 3029 1162
Unidade Dourados
Rua Monte Alegre, 2115 - Sala 1 Terreo - Dourados - MS
67 3038 1477
Avalie nosso site aqui:   Avaliar
Voltar ao topo
Voltar ao topo
@2016 Trecsson Business FGV - Todos os Direitos Reservados
Felipe Agnello